O que é ? É o correio eletrônico da INTERNET. Ao entrar na rede, você ganha um endereço eletrônico, através do qual você passa a ser identificado na Internet (algo como seu CPF) para poder enviar e receber mensagens de outros usuários da rede. Através destas mensagens você passa a se comunicar com centenas de pessoas usando seus endereços ou através de listas de discussões ( LISTSERV ). Você pode, ainda, receber arquivos através de FTP-MAILs. O formato de seu endereço, aparentemente complexo, é na realidade bem simples: formato do endereço e-mail = login@domínio. O login nada mais é do que sua identificação de acesso, que pode ser representado pelo seu próprio nome ou qualquer outra palavra. Em geral, as pessoas possuem logins que as identifiquem facilmente, como "roberto", usado por Roberto Almeida. O domínio é a identificação do seu provedor de acesso à INTERNET. As mensagens endereçadas a você são enviadas ao domínio do seu provedor de acessos e direcionadas à sua caixa postal eletrônica. Isto significa que podem existir diversos "roberto" pela INTERNET, mas somente um domínio. Logo, você existe para a INTERNET através de um provedor. Os nomes dos domínios seguem uma regra de formação, sendo nomes compostos por, no mínimo, 2 segmentos. Abaixo, relaciono estes segmentos: Domínio: [Servidor].Nome.Tipo.[País] Servidor - Este campo é opcional. Quando ele existe, identifica o nome do computador do domínio. Exemplos: WWW, MAIL, FTP. Nome - Este nome geralmente é o mesmo da organização que o gerência. Exemplos: BWNet, HP, WNET, YAHOO. Tipo - Identifica o tipo de organização. Exemplos: COM - Comercial; ORG - Organizações governamentais; EDU - Educacional. País - Identifica o país em que o domínio se situa, com exceção dos Estados Unidos, que suprime este campo. Exemplos: BR - Brasil; UK - United Kingdom; IT - Itália. Exemplos de endereços: master@bwnet.com.br; luiz@bwnet.com.br; fmoura@ax.apc.org DICIONÁRIO SOBRE E-MAIL BCC: Blind Carbon Copy, em inglês, ou Cópia Encoberta. Coloque um endereço nesta opção quando você desejar copiar a mensagem para alguém, mas não quiser que nenhum dos demais destinatários saibam que uma cópia adicional foi enviada. É útil, se desejamos distribuir uma lista de endereços sem revelar os endereços de todos os membros. CC: Cópia Carbono. Coloque um endereço nesta linha quando desejar copiar a mensagem para alguém. Forwarding: Passando a mensagem. Enviar um e-mail para um terceiro, com ou sem comentários adicionais Linha Para: (To:): A parte onde se coloca o nome abreviado ou o endereço da pessoa para quem se deseja enviar a mensagem. Dica quente: Envie uma mensagem para você mesmo digitando seu endereço na linha Para:.É útil para testar a formatação e attachments. POP3: Post Office Protocol 3, um conjunto de regras para o recebimento de mensagens. É projetado para armazenar as mensagens em um servidor até você entrar no sistema e coletá-las. E por isso funciona bem para usuários via linha telefônica. Alguns provedores de serviço não atendem ao POP3, ou exigem que você pague um extra por isto. Mas é uma boa idéia descobrir quais atendem, pois alguns programas de e-mail somente podem receber mensagens via POP3. Reply (Resposta): Para responder a mensagem selecionada. O pacote de e-mail vai automaticamente extrair os endereços de retorno, evitando o incômodo de endereçar sua réplica. A maior parte deles também vai colocar a mensagem original como citação.

FTP

O que é ?

- FTP é o protocolo de transferência de arquivos que lhe permite conexão a um computador remoto para envio ou recebimento de arquivos.

Como usar?

- Para usar o FTP você precisará, além do programa "cliente" de FTP, de uma identificação e uma senha para acessar o computador remoto desejado.

Mas não desanime. Você poderá acessar a maioria dos servidores de FTP da Internet identificando-se como "Anonymous" e dando como senha seu endereço E-MAIL.

- Faça um teste com o nosso servidor.

Entre em seu programa de FTP e conecte-se em ftp.bwnet.com.br.

Como UserName, digite Anonymous e, para a senha, digite seu endereço de E-MAIL completo (ex: master@bwnet.com.br).
Ao se conectar você estará apto a receber qualquer arquivo que esteja publicamente disponível em nosso servidor. 

Conceitos Básicos de HTML A World Wide Web, ou simplesmente WWW é um sistema hipertexto, com capacidade de multimídia, que permite a qualquer pessoa navegar com facilidade pela Internet.

A WWW é capaz de lidar com gráficos, sons, vídeo e quaisquer outros tipos de dados que possam ser armazenados em computadores. 

O melhor de tudo é que, para desfrutar da WWW, você só precisará de duas coisas: um browser e uma conexão com a Internet. O browser é o software que você usa para navegar na Internet como o Netscape, Internet Explorer ou Mosaic. 


A WWW é formada por centenas de milhares de páginas interconectadas (ou documentos), que podem ser exibidas na tela do computador. Cada página possui conexões com outras páginas, que podem ser mantidas em qualquer máquina ligada à Internet. 

A WWW foi originada a partir de uma especificação criada em 1991 no CERN, o Laboratório Europeu de Física de Partículas baseado em Genebra, na Suiça. O método de transferência, que foi batizado como HTTP (Hypertext Transfer Protocol), roda primariamente sobre TCP/IP, o protocolo de rede padrão da Internet. O HTTP funciona de acordo com a configuração padrão da Internet, onde um servidor envia os dados e um cliente se encarrega de exibi-los ou processá-los. 
As informações a serem transferidas são criadas com uma linguagem denominada HTML (Hypertext Markup Language). Os documentos HTML são formados por texto ASCII e códigos especiais de formatação, que indicam como o documento deverá ser exibido. O cliente WWW precisa ler esses códigos para saber como deverá exibir o documento. 
A WWW é baseada no conceito de hipertexto, um termo cunhado originalmente por Ted Nelson, ainda na década de 60. Um exemplo muito claro de hipertexto é o sistema de help on-line do Microsoft Windows, por exemplo. No sistema de help do Windows, os usuários podem saltar de um tópico para outro clicando palavras ou frases destacadas com o mouse. O hipertexto representa uma notável evolução em relação aos documentos convencionais, nos quais a única ligação entre os tópicos é o índice. 
Os responsáveis pela WWW aperfeiçoaram ainda mais o conceito de hipertexto, criando a hipermídia. O hipertexto padrão possibilta a ligação de palavras e frases. A hipermídia, por sua vez, permite que as ligações conectem também figuras, sons ou qualquer outro tipo de arquivo de dados que possa ser armazenado em um computador. 

As ligações de hipermídia mantidas nas páginas da WWW descrevem a localização do documento que o browser deverá exibir utilizando um nome especial, denominado URL (Uniform Resource Locator). Os URLs permitem que os browsers acessem diretamente qualquer arquivo contido em qualquer servidor da WWW. O sistema de atribuição de nomes URL é extremamente simples e poderoso. 

Algumas dicas para você tornar a sua busca por sites na internet mais objetiva e interessante: 

a) Saiba onde ir: Os diretórios ou catálogos de sites organizados por assunto, como o Google, são melhores se você deseja localizar rapidamente informações a partir de um tópico geral. Por exemplo: Pablo Picasso ou Carnaval. Mecanismos de buscas como o AltaVista são melhores para informações específicas. Por exemplo: Guernica do Picasso ou Carnaval do Rio de Janeiro. 


b) Pense com simplicidade: Procure bancos de dados menores e específicos, aconselha Coco Halverson, um dos maiores especialistas na área de dados cibernética do planeta, que dá aulas de buscas na Web para a University of Southern California. Para ter idéia do conjunto de mecanismos de buscas existentes na rede, consulte o Internet Sleuth (www.isleuth.com) ou o All-in-One Search Page (www.albany.net/allinone). 


c) Seja específico: "As melhores questões são compostas por termos, palavras ou frases que existem apenas em documentos que você deseja encontrar", diz Halverson. Fique distante de palavras muito comuns como "futebol" ou "software" para que você não receba milhares de hits aleatórios. "Use as palavras mais específicas possíveis". 


d) Aprenda o jargão: Marque nomes ou frases específicas com aspas simples. Aprenda como usar operações booleanas -- com as palavras "e", "ou" e "não" -- para conseguir combinações mais exatas em suas perguntas. Experimente comic books AND Superman ou comic books NOT Batman. Note que a linguagem de buscas não ´ padronizada através de todos os sites, portanto dê uma olhada na área de ajuda do site usado antes de fazer suas procuras.